sábado, 31 de dezembro de 2011

Cazuza

 
 
Todo Amor que Houver Nessa Vida

Eu quero a sorte de um amor tranqüilo
Com sabor de fruta mordida
Nós na batida, no embalo da rede
Matando a sede na saliva
Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia
E ser artista no nosso convívio
Pelo inferno e céu de todo dia
Pra poesia que a gente não vive
Transformar o tédio em melodia
Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum veneno antimonotonia
E se eu achar a tua fonte escondida
Te alcanço em cheio, o mel e a ferida
E o corpo inteiro como um furacão
Boca, nuca, mão e a tua mente não
Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum remédio que me dê alegria.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Ah, meu presente...


"A vida é tão amorosamente surpreendente que, às vezes, no auge da nossa tristeza, ela aparece com um presente que faz diminuir o tamanhão todo da nossa dor. Ele não cura, mas a gente lembra que a oportunidade de viver é algo bem maior, bem mais precioso, bem mais bonito, enquanto o desembrulha."


quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Pra você...


"Que você acredite que não me deve nada simplesmente porque os amores mais puros não entendem dívida, nem mágoa, nem arrependimento. Então, que não se arrependa. Da gente. Do que fomos. De tudo o que vivemos. Que você me guarde na memória, mais do que nas fotos. Que termine com a sensação de ter me degustado por completo, mas como quem sai da mesa antes da sobremesa: com a impressão que poderia ter se fartado um pouco mais. E que, até o último dia da sua vida, você espalhe delicadamente a nossa história, para poucos ouvintes, como se ela tivesse sido a mais bela história de amor da sua vida. E que uma parte de você acredite que ela foi, de fato, a mais bela história de amor da sua vida."
TB

Vida

E observando o céu azul, o mar... quantas riquezas passam despercebidas todos

os dias, a perfeição de DEUS me comove. Hoje tenho gratidão. E só posso

agradecer por cada segundo na tua presença.

A paz excede qualquer entendimento...

Érica

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Quanto a mim...

...não sei contar estrelas sem você!!!

Meu céu fica vazio...



Meus manons surfistons em Camburiu


Tom Cruise e Di Caprio

Kutuskynha, vô e vó corujas...



E agora já modernosa, com dois meses...



Presentinho básico que ganhei no Natal...

Feridas e alegrias


"Há feridas que não se curam, apenas se esquecem de doer.

alegrias que não se completam, mudam de vento."



Fabrício Carpinejar

"Mas...


... para não sentir dor,
eu vou jurar ao último ouvido do meu universo o quanto você é descartável.
O quanto sua molecagem não permitiu nenhuma admiração de minha parte.
Para não sofrer, não vou permitir minha cabeça no travesseiro antes do cansaço profundo e sem cérebro.
Não vou permitir admirar coisas da natureza,
porque talvez eu me lembre de você ao ver algo bonito.
Não vou permitir silêncios,
porque é aí que o meu fundo transborda e a tristeza pode me tomar sem saída.
Eu vou continuar deixando a minha cabeça me martelar
porque toda essa confusão é ainda menos assustadora
do que a calmaria da verdade."

TB 


sábado, 24 de dezembro de 2011

Meu Deus,



...não sou muito forte,
não tenho muito além de uma certa fé,
 não sei se em mim,
se numa coisa que chamaria
 de justiça-cósmica ou a-coerência-final-de-todas-as-coisas.
Preciso agora da tua mão sobre a minha cabeça.
Que eu não perca a capacidade de amar, de ver, de sentir.
Que eu continue alerta.
Que, se necessário, eu possa ter novamente o impulso do vôo no momento exato.
Que eu não me perca,
que eu não me fira,
que não me firam,
que eu não fira ninguém.
Livra-me dos poços e dos becos de mim, Senhor.

Q
ue meus olhos saibam continuar se alargando sempre.

Caio

...

E eu chorei um oceano inteiro essa noite. Eu precisava esvaziar.'


'E eu chorei um oceano inteiro essa noite. Eu precisava esvaziar.'


Viver...



Sempre desprezei as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio nem paixão, as coisas definidas como mais ou menos, um filme mais ou menos, um livro mais ou menos. Tudo perda de tempo. Viver tem que ser perturbador, é preciso que nossos anjos e demônios sejam despertados, e com eles sua raiva, seu orgulho, seu asco, sua adoração ou seu desprezo. O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatinar, não merece fazer parte da sua biografia."

Martha Medeiros

É...



"Tem dias que a gente ri por fora mas a alma chora..."

JL


terça-feira, 20 de dezembro de 2011

As três mosqueteiras...


 Eta povinho "da pesada"!!!!


À deriva...



É noite em mim, escura e absoluta.
O amanhecer teima em não despertar...
Respiro fundo, sangro, dilacerada em minha própria dor.
Meus passos caminham no vazio, buscando terra firme, ecoando no silêncio que teima em gritar dentro de mim. 
 Por quê? Por quê? Por quê?
Perguntas sem resposta...
E o meu mundo?
Ruiu.
Caiu por terra.
Simplesmente, em um espaço de segundos, não sou nada...
Deixei de ser?
Ou nunca fui?
Não posso acreditar! Não posso.

Você me deixou à deriva, flutuando...


C

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Coisa de pele...



A desculpa é esfarrapada mas é legítima.

Nada é mais vulnerável que nosso desejo.

Na luta entre o cérebro e a pele, nunca dá empate.

A pele sempre ganha!



Martha Medeiros

As belezas do mundo...



Nós não somos o que vemos, nós vemos o que somos. Só vêem as belezas do mundo, aqueles que têm belezas dentro de si".

Rubem Alves

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

De tudo...


De tudo,talvez,permaneça o que significa.O que não interessa.De tudo,quem sabe fique,fique aquilo que passa.Um gerânio de aflição (...) Uma piada.Um provérbio.Um buquê de presságios.Sons de gotas na torneira da pia.Tranqueiras líricas na velha caixa de sapato.De tudo,talvez restem bêbadas anotações no guardanapo.E aquela música linda que nunca toca no rádio.
(Marcelo Montenegro)



"Felicidade independe de inúmeras circunstâncias para inaugurar recomeços. E eu sou uma mulher de muitos inícios. Então, se nublo, floresço – porque é o que eu faço de mais bonito."
[Priscila Rôde]

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Um "regalito" de Natal - Bolachas Natalinas

Ingredientes

3 ovos
500g de farinha de trigo
300g de açúcar
250g de margarina
2 colh. (chá) de fermento em pó
essência de baunilha

Misturar todos os ingredientes. Abrir em superfície enfarinhada.Corte com cortador próprio para biscoitos e pincele com ovos batido (caso não for usar o glacê). Enfeite com açúcar cristal ou confeitos coloridos e leve para assar em forno pré aquecido em forma untada e enfarinhada.
Variações: Juntar castanhas do Pará ou nozes moídas, canela em pó, cravo em pó à massa.

Glacê

1 clara
1 ¼ xícara de açúcar de confeiteiro
corante alimentício

Numa vasilha pequena bata a clara até que espume. Acrescente o açúcar aos poucos até obter um glacê branco. Adicione o corante que desejar (poucas gotas) e decore os biscoitos com a ajuda de um saco de confeitar com bico fino.
Deixe o glacê secar bem antes de guardar os biscoitos.
Guarde em potes ou vidros bem fechados.

Sutilmente

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe
E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti.


Skank

Momento kkkkk

<>
 
 
   Japonês telefona pro chefe:
   - Sefi, Japa no vai trabaiá hoji, muito doenti. Dói cabeça, dói baliga, dói perna. Eu no vai.
   Diz o patrão:
   - Mas, Japa, eu preciso muito de você aqui, hoje! Olhe, quando me sinto assim,.... eu procuro a minha mulher e peço pra ela fazer sexo comigo. Isto me faz sentir melhor e então eu posso trabalhar. Tente isso, você vai ver como funciona.
   Algumas horas mais tarde, o japonês telefona e diz:
   - Sefi, fazi o que sefi mandô. Me sinto booom! Zá vou trabaiá. Bonita a sua casa,hein sefi.


O futuro...


...só está ali à sua frente, como um punhado de argila a espera de que você o tome nas mãos para dar-lhe uma forma qualquer: um bebê, um cristal, um diamante, e assim por diante. E se você não o fizer, ele se fará por si mesmo  o momento presente.

Caio

O avesso...


Só vejo beleza no que transborda,
só me interesso pelo que ultrapassa...
O comum não me comove.
O banal não me toca.
Porque eu gosto é do avesso
e o contraditório é o que me fortalece...

V.H.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Prece



Que Deus ouça as preces que lhe dirijo quando estou mansidão e ternura. Quando estou contemplação e respeito. Quando as palavras fluem, sem esforço algum, sem ensaio algum, articuladas e belas, do lugar em mim onde eu e ele nos encontramos e brincamos de roda. Quando nelas incluo as pessoas que têm nome e aquelas que desconheço existirem. E os meus amores. E os meus desafetos. E os bichos. E as plantas. E os mares. E as estrelas.


Que Deus ouça as preces que lhe dirijo quando o medo me acompanha sem que a coragem se ausente. Quando as coisas seguem o seu rumo sem que eu me preocupe em demasia com o destino desse movimento. Quando eu me sinto conectada com o amor e reverente à vida. Quando as lágrimas nascem apenas de um alegre e comovido sentimento de gratidão. Quando caminho com a rara confiança que só as crianças que ainda não doem costumam experimentar, já que, infelizmente, algumas começam a doer muito cedo.

Que Deus ouça as preces que lhe dirijo quando sou capaz de pressentir o sol mesmo atravessando uma longa noite escura. Quando posso cruzar desertos com a clara convicção de que a vida não é feita somente deles. Quando consigo olhar para todas as experiências, sem que aquelas que me desconcertam me impeçam de valorizar as que me encantam. Quando as tristezas que repentinamente me encontram não atrapalham a certeza da sua impermanência.


Que Deus ouça as preces que lhe dirijo quando amanheço revigorada e anoiteço tranqüila. Quando consigo manter uma relação mais gentil com as lembranças difíceis que, às vezes, ainda me assombram. Quando posso desfrutar do contentamento mesmo sabendo que existem problemas que aguardam eu me entender com eles. Quando não peço nada além de força para prosseguir, por acreditar que, fortalecida, eu posso o que quiser, em Deus.


Mas eu desejo, profundamente, que Deus também ouça as preces que lhe dirijo quando eu não consigo elaborar prece alguma. Quando a dor é tão grande que minha fala não passa de um emaranhado de palavras confusas e desconexas que desenham um troço que nem eu entendo. Quando o medo me paralisa e perturba de tal forma que eu me encolho diante da vida feito um bicho acuado. Quando me enredo nas minhas emoções com tanta confusão que parece que aquele tempo não vai mais passar.


Que Deus ouça também as preces que lhe dirijo quando só consigo chorar e, mesmo depois de já ter chorado muito, tenho a sensação de ainda não ter chorado tudo. Quando me sinto exaurida e me entrego a esse cansaço completamente esquecida dos meus recursos. Há momentos em que a gente parece ignorar tudo o que pode nos ajudar a lidar melhor com os desafios. Há momentos, ainda, em que a gente se confunde sobre o local onde, de verdade, os desafios começam.


Que Deus ouça também as preces que lhe dirijo quando me parece que eu não acredito em mais nada. Quando sou incapaz de ver qualquer coisa além do foco onde coloco a minha dor. Quando não consigo articular meus pensamentos nem entrar em contato com alguma doçura que me faça lembrar das coisas que realmente nos movem. Quando não lhe dirijo nenhuma prece. Nem com palavras. Nem com um sorriso enternecido quando dou de cara com uma flor. Com um pôr-de-sol. Com uma criança. Com uma lua cheia. Com o cheiro do mar. Com o riso bom de um amigo. Que ele me ouça com o seu ouvido amoroso e me acolha no seu coração, porque é exatamente nesses momentos que eu não consigo ouvi-lo em mim.
Ana Jácomo

domingo, 11 de dezembro de 2011

É isso aí...

É isso aí, meu presente!!!
Demorou pra cair a realidade sobre nós!!!!
Mas valeu d+!!!
Engraçado que já é quase natal e meu presente veio e foi...
Será que haviam entregado no endereço errado??
Ei, Papai Noel!!!! Se liga!!Dá o presente e depois tira... É isso aí...

É isso aí!
Há quem acredite em milagres
Há quem cometa maldades
Há quem não saiba dizer a verdade...

Essa é pro meu amorzinho... meu amor perfeito...



É!!!!! Só resta sonhar...



'Mas a gente vai à luta e inventa um novo sonho,

uma esperança, mesmo recauchutada:

vale tudo menos chorar tempo demais.

Pois sempre há coisas boas para pensar.

Algumas se realizam. Criança sabe disso'




Lya Luft

Cativar...


A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar..."



Antoine de Saint-Exupéry

Sonhos!!!!



Você tem razão, alguma coisa dentro de mim morreu. 
Talvez eu tenha me perdido de mim mesmo. 
Mas não sei se posso, ou mesmo quero voltar.



- Tá feito -



Gabito Nunes

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O teu silêncio...



"E toda noite de insônia eu penso em te escrever, pra dizer que teu silêncio me agride."

 Engenheiros do Hawaii

Se quer realmente me conhecer, saiba...


”Eu não sou legal, não mesmo. Acho que sempre tenho razão e quando minhas previsões dão certo olho com a cara mais abominável do mundo, dou um sorriso irônico e falo o clássico eu-te-avisei. É que, em geral, eu tenho razão. Essa é a primeira –e mais importante – coisa que você precisa aprender a meu respeito. (...) Não sei receber elogios, fico sem saber o que fazer, me atrapalho e acabo trocando de assunto – quando não troco as pernas e tropeço em algum canto de mim. Sorrio para disfarçar desconfortos. Se eu não gosto de você é bem provável que você tenha medo do meu olhar. E eu posso simplesmente não gostar de você de graça. Se eu gostar de você aviso de antemão que você é uma pessoa de sorte. Eu me entrego. Quem vive comigo sabe. Quem convive comigo sente. Eu amo poucos. Mas esses poucos, pode apostar, amo muito."
Desconhecido

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Decidir...

E me dou o direito de errar sem me cobrar, e acertar sem me gabar, porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é decidir. E decidi, de uma vez por todas, ser feliz e esse caminho não tem volta!!!


Paulo Roberto Gaefke




Pirulitona, obrigada por me suportar...

E ser minha irmãzona...



"Amigo é aquele que sabe tudo a seu respeito e mesmo assim ainda gosta de você."

Kim Hubbard
Te adoruuuu!!!!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Sempre você...



"Se você tivesse chegado antes, eu não teria notado. Se demorasse um pouco mais, eu não teria esperado. Você anda acertando muita coisa, mesmo sem perceber. Você tem me ganhado nos detalhes e aposto que nem desconfia. Mas já que você chegou no momento certo, vou te pedir que fique. Mesmo que o futuro seja de incertezas, mesmo que não haja nada duradouro prescrito pra gente. Esse é um pedido egoísta, porque na verdade eu sei que se nada der realmente certo, vou ficar sem chão. Mas por outro lado, posso te fazer feliz também. É um risco. Eu pulo, se você me der a mão."
 

V. H. 

Ahh, essa minha paz!!!


 
Que esta minha paz e este meu amado silêncio, não iludam a ninguém. Não é a paz de uma cidade bombardeada e deserta. Nem tampouco a paz compulsória dos cemitérios. Acho-me relativamente feliz. Porque nada de exterior me acontece... Mas, em mim, na minha alma, pressinto que vou ter um terremoto!

Mário Quintana

Princesa!!!


Amo, amo, amo, amo...

O que eu gosto é de rosas...

Acompanhadas de um bilhete,
me deixam nervosa!!!

Educação


 
"É preciso alimentar a imaginação de nossos alunos, compartilhar leituras com eles e fornecer experiências de fruição, para que descubram os encantos da literatura como uma forma de arte, que possibilita conhecerem melhor a si mesmos, ao mundo e aos que os cercam, para que se tornem pessoas mais sensíveis, mais críticas, mais criativas..."

Elizabeth Baldi

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O que vai ser eterno em você...



" Você é quem decide
o que vai ser eterno em você,
no seu coração.

Deus nos dá o dom
de eternizar em nós o que vale a pena,
e esquecer definitivamente
 aquilo que não
vale."

Pe. Fábio de Melo

Amor...


"Amor, meu grande amor,
não chegue na hora marcada...
Assim como as canções, as paixões e as palavras...
Amor meu grande amor,
Só dure o tempo que mereça...
E quando me quiser
que seja de qualquer maneira."

Planos...


"Faço menos planos e cultivo menos recordações. Não guardo muitos papéis, nem adianto muito o serviço. Movimento-me num espaço cujo tamanho me serve, alcanço seus limites com as mãos, é nele que me instalo e vivo com a integridade possível. Canso menos, me divirto mais, e não perco a fé por constatar o óbvio: tudo é provisório, inclusive nós."

(Martha Medeiros)


Seja...



Seja o tipo de mulher que, quando seus pés tocam o chão a cada manhã, o diabo fala:
__ "Oh droga, ela acordou!!!".

Sem remédio...



 "Eu sentia profunda falta de alguma coisa que não sabia o que era.
Sabia só que doía, doía.
Sem remédio."
Caio F. Abreu